5 razões para você não desistir agora! É possível transformar a desistência numa escolha racional?

| 0 comentários

Prezados amigos, recebi uma mensagem de uma aluna querendo desistir de estudar para concursos públicos. Será que é a hora certa para desistir?

5 razões para você não desistir agora!

1 – Desistir não é tão fácil como parece. Desistir pode parecer mais fácil do que prosseguir, mas, a médio e longo prazo, pode ser muito mais difícil conviver com as consequências da desistência do que com o sacrifício de seguir em frente. Desistir é abandonar um sonho e não se abandona os sonhos impunemente.

2- Desistir nem sempre te oferece melhores alternativas. Desistir pode ser uma ilusão, pois nem sempre haverá alternativas razoáveis a seguir em frente. Tudo bem, você vai desistir, abdicar de um sonho, mas… em prol de quê? Quais são os caminhos que você vai trilhar? Eles são melhores do que prosseguir investindo em você, no seu sonho?

3 – Desistir é perder todo o investimento já feito. Sem dúvida, todo e qualquer projeto deve ser repensado e reanalisado de tempos em tempos. Mas, quando você desiste, você deixa para trás todo o investimento já feito. Investimento de tempo, dinheiro e energia. Desistir é jogar fora todo o caminho já percorrido. É desperdiçar tudo que já foi feito.

4- Desistir pode ter um péssimo custo benefício. Antes de desistir é necessário fazer uma análise concreta e real sobre onde exatamente se está. Além de abrir mão dos seus objetivos, de nem sempre haver alternativas melhores e de se perder o que já foi feito, desistir pode ser especialmente danoso quando se está próximo de chegar. Evite ser aquela pessoa que desiste faltando poucos metros para chegar.

5- Desistir é o meio concreto de falhar. Desistir é a maneira concreta de falhar. Enquanto alguém se mantém estudando e tentando, “a bola ainda está em jogo”. O jogo só termina quando o candidato passa ou desiste. Até lá, não se pode falar em sucesso ou fracasso. Lembre-se sempre: você pode fazer 50 provas, não passar em 49 e passar apenas em uma. É o suficiente para que seu objetivo seja alcançado.

Antes de desistir, portanto, tente deixar a pressão psicológica de lado e agir de forma racional. Para tanto, procure responder as 5 (cinco) perguntas que se seguem:

  • Será possível conviver de forma tranquila com a não realização do meu objetivo?
  • Se eu desistir agora, as minhas circunstâncias me oferecem alternativas razoáveis?
  • Desistir é uma boa opção considerando todo o investimento que já fiz nesse projeto?
  • Dentro de uma análise razoável, desistir vale a pena, considerando o prejuízo emocional, as alternativas que a vida me oferece, os investimentos que já fiz no projeto, o trajeto que já foi percorrido e o que razoavelmente se pode supor que falta percorrer?
  • E, por fim, de forma mais anímica, emocional: do fundo do meu coração, eu quero mesmo desistir?

Se as suas respostas a todas essas perguntas for SIM, você é um bom candidato a desistir e talvez conviva bem com essa decisão.  Por outro lado, se a sua resposta às perguntas acima for NÃO, pense bem, desistir não é nada fácil!

Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Google Buzz
  • LinkedIn
  • Live
  • MSN Reporter
  • MySpace
  • Orkut
  • RSS
  • Tumblr

Deixe uma resposta